Obediência infantil: Todos atentos olhando para tv?

– Eu vou falar as coisas mais cabulosas na frente das visitas

Caros publicitários de propaganda de TV a cabo: Se a vantagem do seu produto é dar “sossega” para crianças, está mais do que na hora de mudar esse discusinho.. Lugar de criança é onde ela quiser, no sofá, mas também quebrando o diacho do vaso da sala.

Já é um absurdo assumir que adulto não pode brincar. Proibir criança disso é ainda mais tosco. Deixa as quiança. Por outro lado, tem essa ideia bizarra da super criança judô-patins-tênis-natação do comercial de cereal. Tipo, infância boa é a super ocupada. Nem. Infância boa é aquela que a criança tá aprendendo a lidar com os conflitos e se amando, respeitando seus tempos. Se sentindo amada e protegida (dentro do possível).

Criança também tem melancolia e tristeza. E nem toda criança é hiper-sociável. Crianças, assim como todas as pessoas se sentem sozinhas e estranhas porque são humilhadas por outras. Antes de criticar a criança que prefere a companhia dos tablets, controles e videogame do que bater uma bolinha, vá lá perguntar porque ela não quer andar com as crianças da idade dela. Ela pode, se sentir confiança, te contar como ela se sente mais estimulada com o “virtual” do que com gente chata.

Não cresci na geração da internet, mas me divertia horrores brincando de Word, Paint. Tudo parecia mais legal que ir pra rua ouvir merdinha de crianças e de pais de crianças. É possível, sim, fazer crianças estabelecerem relações amorosas com seus próprios corpos e não é mandando elas sossegarem o facho, engolirem o choro, fingirem emoções para agradar porque “papai do céu vai ficar triste”, que elas vão mudar de postura. Parou terrorismo? Parou esconder brinquedos? Parou gordofobia? Parou culpabilizar crianças e tentar privar do que elas gostam de fazer, por castigo? Bora ouvir mais e atacar menos?

Algumas crianças gostam de exercício de força, outras de dança, correr, outras de plantar bananeira, se você tem uma criança ou um adulto que está querendo experimentar as potências do próprio corpo, deixe a pessoa em paz. Deixa aprender a andar de bicicleta, fazer ballet, tocar um instrumento.

Cachorro solta pelo, gato pode destruir seu sofá, criança pode quebrar seus bibelôs. Os humanos e animais gostam de brincar, buscam desafios e a pele toda tem glândulas para essa função, escorrer, refrigerar, gerar prazer. Com gato, com cachorro, com criança, a gente pode aprender a questionar mais, a quebrar a rotina e lembrar que da desobediência espontânea, surgem as melhores histórias.

Anúncios

Um comentário sobre “Obediência infantil: Todos atentos olhando para tv?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s