Resenha: VeganCheese da Superbom – Mussarela

superbom-queijo_mussarela2
Já escrevi textos e mais textos sobre as minhas razões, como há um problema de classe e territorialidade muito firme, como não é uma elevação espiritual, as ligações possíveis entre consumo de carne e a cultura patriarcal e mil etceteras. Agora, por diversão e divulgação de impressões, farei resenhas de comidas e lugares bacanas. Se você apareceu aqui para cagar regras, leia o texto em itálico preparado especialmente para você (♥), do contrário, pode pular e ir direto para a resenha de hoje: O primeiro queijo vegano industrializado nacional sabor mussarela(!).

Para cagadores de regra
Não Veganos

1) Quer rogar praga ou encher o pacová tirando sarro de soja? Lamentar o assassinato de cenouras? Mande um email para argumentosmediocres@gmail.com

2) A culinária vegana é baseada em perversões de pratos onívoros, tipo, coxinha de palmito. Lide com a profanação da comida e apropriações de seus amados pratos. Você não é dono dos nomes das comidas (!). Comer também é prazer, viver de abobrinha, arroz e feijão nem sempre satisfaz. A gente também tem direito de querer “besteirinhas”. A gente também tem memória afetiva-gustativa e gosta de achocolatado.

Veganos
1) MDDC! OMG! Você não consume óleo de palma, catchup, milho enlatado, gordura vegetal, glutamato, açúcar, Doriana, Monsanto, transgênicos e coisas não saudáveis. Beleza, sussa. Eu sou vegana e ogra e gorda que além de ter vontade de experimentar culinária crudívora, adoro comer junkie vegano, porque sim. Pode picotar minha carteirinha, estou okey.

2) Consumo coisas com traços (para onívoros não familiarizados, é tipo preparar brócolis no alho em uma panela limpa, mas que um dia já passou um frango frito).

3) MDDC! OMG! Você não come no estabelecimento X, ou da empresa Y porque ela não é ética. Helloooo, estamos no capitalismo, empresa ética não existe, o que existe é a busca por lucro. Sou de esquerda e não fiz voto de pobreza, sou vegana e leio o rótulo antes de comer, se não testa, compro.

4) Não existe papel higiênico não testado em animais, lidem com isso. Ser vegano é fazer o possível, não é patrulhar constantemente os outros se achando superior.

Resenha
VeganCheese da Superbom – Mussarela – 500 grs

Quanto custa: R$ 23,00

O que promete: Ser um queijo vegetal que derrete e pode ser fatiado

O que faz: É um queijo vegetal amarelo, fácil de fatiar, mas firme o bastante, derrete (totalmente diferente de um tofu).

Pontos positivos: A textura crua lembra um pouco queijo. Cru, lembra um queijo meio leitoso, lisinho do lado de fora, macio por dentro. Fiz queijo quente com ele puro no pão de forma no grill, derreteu e ficou um tanto “borrachinha”, como queijo cremoso, só que sem fazer liguinha ao puxar. Quente, lembra a textura de um catupiry ou um cheddar. Parece um queijo cremoso. Tem um suave gostinho de manteiga, com uma leve memória de queijo. Fiz também com tomate e orégano, no grill. É um tanto viciante, não sei se é porque fazem eras que eu não comia nada que nem remotamente lembrasse essa textura, gostei bastante. Não tem gosto de soja! Provavelmente deve ficar gostoso para cobrir uma couve-flor assada, bem temperada, ou preparar um fondue.

Pontos negativos: O cheiro lembra manteiga, manteiga não é queijo. Não faz liga, não é “elástico” como o queijo de origem animal. Dá para perceber que não é um queijo mussarela. O preço: Significa que um quilo desse queijo dá quase cinquenta reais, como fazer lasanha de queijo vegano e presunto nessas condições, Brazeel? Enfim, guarde para os dias de ostentação.

Vale a pena?: Sim, principalmente se você quer uma experiência diferente, se é vegano por um bom tempo e sente saudade de comer lanches quentes para além dos patês de tofu. É diferente de qualquer catupisoy, vegarela ou queijos vegetais caseiros que já experimentei. Só não espere o sabor e a textura idêntica da mussarela.

Anúncios

5 comentários sobre “Resenha: VeganCheese da Superbom – Mussarela

  1. Descobri recentemente que sou intolerante à lactose e caseína, o alimento que mais sinto falta é o queijo. Fiquei louca para experimentar o Vegancheese, mas, sinceramente, não gostei muito, mesmo sabendo que não deveria esperar sentir o gosto da mussarela. Primeiro, achei bem caro, paguei 29,00 em 500gr. Uma vez derretido, o cheiro e o gosto me lembraram pipoca de microondas, achei meio artificial. Das combinações que testei, a melhor foi com pão. Não gostei com bolacha de arroz e com tapioca (ficou enjoativo).

    Curtir

  2. Que blog da hora! rsrs. Não me enquadro no público-alvo do texto em itálico, mas li porque sou curiosa. Gostei muito dos seus textos e da sua visão das coisas.

    Curtir

  3. Fica um gosto amargo no final. Pra mim o maior ponto negativo… Como comprei pra fazer pizza, vamos ver como fica o resultado.

    Detalhe, aqui em salvador, na loja da própria Superbom, saiu por apenas 18,50. Achei muito barato.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s