Por um feminismo que não espere eternas viúvas

08

Em busca de mulheres semi-vivas, que não compartilhe freneticamente corpos mutilados, sangrando, feridos. Que não queira ouvir a prostituta tão somente se sofrida, explorada, vítima de maus tratos desde a infância, acorrentada, menor. Pelo feminismo que não queira ouvir somente as sobreviventes de violência com as vidas dilaceradas chorando em cantos escuros. Por um feminismo que não caia na dicotomia de que se apontamos que as profissionais sexuais são sujeitos autônomos, não suponham em sofismos capengas que elas são libertas do capitalismo, do machismo, das opressões estruturais, acima e além de qualquer contenção. Por um feminismo que não ignore as dores das mulheres, reconheça sua gravidade e lamentável recorrência, sem fazer do pesar o fertilizante e do medo em grupo, o laço que as une. As mulheres já passam medo demais. As mulheres já têm culpa demais.

Em busca de mulheres trêmulas, que o feminismo não reforce a culpa de quem passou por estupro por não “parecer”. Sendo capaz de levantar da cama, voltar a usar as roupas que gosta e conseguir, mesmo nesse mundo de bosta, ter sorriso largo. Sim, vivemos na pressão da alegria sem abalo, mas não é disso que falo. Refiro-me ao defunto das mulheres que se reinventam todos os dias e ainda tem de aguentar gente buzinando na orelha o tempo do luto, para uma viúva respeitável. A viúva ideal é aquela que tranca as janelas, de olheiras profundas, véu  e recato. Se sai pra dançar (e até mesmo namorar) no mês ou até minutos seguintes, é porque a dor não foi tanta. Que cada mulher decida qual é a duração de seu luto, cada uma tenha força de praticar o auto-cuidado e mandar à merda quem quer suas lágrimas em close.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s